Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

06.08.17

Como controlar a ansiedade antes de uma prova

José Guimarães
Faltam duas semanas para o meu grande objetivo deste ano - o meu primeiro Ironman - e, claro está, a ansiedade começa a aparecer. As dúvidas que ainda persistem, as questões técnicas de última hora, o facto de ir enfrentar algo de novo, tudo contribui para que o nervosismo aumente nestes últimos dias antes da prova. Mas esta ansiedade não tem que ser prejudicial. Pelo contrário, podemos tirar partido do nervosismo pré-competição, bastando tão simplesmente aprender a lidar com (...)
29.04.17

Maratonas, maratonas e mais maratonas...

José Guimarães
Já repararam que a palavra maratona é cada vez mais usada por todos? Não que isso me irrite, muito pelo contrário. Eu diria até que é uma forma subliminar de publicidade para o atletismo! Sim, porque a palavra maratona, por mais usada que seja, nunca se vai dissociar do atletismo. E só quem ama a modalidade reconhece estes pequenos prazeres. Mas chega de divagar. Lembrei-me de escrever sobre algo diferente do normal e abordar estas maratonas que todos conhecemos, amamos ou (...)
07.04.17

Ontem foi o Dia Mundial da Atividade Física... e não só!

José Guimarães
Confirma-se! Ontem foi o Dia Mundial da Atividade Física. Mas ontem foi também o dia do meu aniversário. Não posso deixar de achar uma certa piada que ambas as datas sejam celebradas no mesmo dia. Afinal de contas, as voltas que esta coisa da atividade física (ou exercício, desporto, chamem-lhe o que quiserem) veio dar à minha vida, foram todas num bom sentido. No melhor dos sentidos: o de estar mais em forma, quer por fora, quer por dentro, o de me sentir mais realizado, mais (...)
07.02.17

Serão as 100 milhas a nova maratona?

José Guimarães
Se já correm há algum tempo e já passaram pela distância da maratona, provavelmente está nos vossos planos fazer aquilo a que se dá o nome de ultra maratona. Depois da maratona me ter motivado em primeira mão a correr, já que a tinha então como o teste máximo à minha capacidade de resistência, o trail running e a corrida em ambiente de montanha redefiniram por completo os meus horizontes. Com o trail running comecei a estabelecer outros objetivos e descobri que não há (...)
16.01.17

Quando o treino que fazes não é o treino que querias fazer

José Guimarães
Penso que todos nós já tivemos daqueles dias em que um treino não sai de acordo com o que estava planeado. Provavelmente por causa de algo que estava fora do nosso controlo, como o mau tempo, ou o ginásio estar fechado. Ou simplesmente porque estávamos cansados, ou a alimentação não chegou para fazer face às necessidades do corpo. E ainda há aqueles momentos em que tomámos uma decisão que afetou toda a nossa performance. Talvez tenhamos decidido colocar mais peso na barra, (...)
06.01.17

À procura da próxima geração de ULTRA runners!

José Guimarães
Nos trilhos e nas montanhas, há alguns ultra runners com muito futuro, cheios de paixão e de sonhos, inspirados pelos seus ídolos ou simplesmente apaixonados pelas paisagens. Muitos estão conscientes do talento que têm. A maioria deles dão-se conta de que são atletas que escreverão o futuro nesta modalidade. A Salomon quer encontrá-los e por isso decidiu impulsionar as Salomon Ultra Running Academies. Ao longo (...)
04.12.16

Viva o exercício físico! Viva a azáfama! Viva o descanso.

José Guimarães
Estou sempre a dizer que o descanso também faz parte integrante de um bom plano de treinos. E se não faz parte do vosso plano de treinos, fiquem já sabendo que todos os manuais de bons treinos o dizem que devia fazer. Talvez seja do trabalho, dos compromissos, ou dos meus 42 anos (a idade não perdoa), o que é certo é que cada vez mais sinto a necessidade de descansar do meu dia a dia semanal. Ultimamente ao trabalho juntaram-se os estudos (o curso de Técnico de Exercício (...)
06.11.16

10 coisas que podemos aprender com uma simples queda

José Guimarães
Vou começar pelo fim. Às vezes há pequenas coisas que acontecem e que nos deixam a pensar. Podemos não lhes ligar, ou podemos encará-las como pequenos sinais. Provavelmente a vida já se encarregou de vos ensinar que a melhor coisa a fazer depois de cair (que será dizer, de forma simbólica, depois de falhar) é levantarmo-nos e seguir em frente. Podemos, então, encarar uma queda como isso mesmo - uma simples queda - ou podemos encará-la como algo mais: um acontecimento que nos (...)
28.10.16

Obrigado Migalha

José Guimarães
Não foi pelo que correste. Corrias muito. Certamente mais do que alguma vez eu julguei que irias conseguir. Corrias tanto que até ganhaste uma medalha! Subestimei-te. Claramente subestimei-te. Mas não foi só nisto. Não foi só nas corridas que julguei que não irias ser mais do que um cão. Um animal de companhia. Subestimei-te até ao momento que te trouxemos para casa. Desde aquele dia em que te peguei ao colo e te senti, percebi que ias ser muito mais do que aquilo que pensava (...)