Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Ter | 08.11.11

Truques para manter a motivação

José Guimarães
É certo que não corro assim há tanto tempo, nem corro assim tão bem ou tão rápido. Mas adoro praticar exercício físico e de levar de vez em quando o corpo aos limites. Quanto à corrida, nem sempre gostei de correr. Aliás, correr era para mim uma actividade aborrecida e sem sentido e custou-me um pouco entender o "porquê" de correr. Um pouco de coragem bastou-me para experimentar os primeiros kms (ainda me lembro que fazia os menos de 2 kms da praia de Carcavelos e sentia-me exausto) e não tardou até comprar os meus primeiros ténis de corrida a sério. Os primeiros meses foram um pouco à toa e duros, com dores no corpo, nas canelas, exaustão fácil... mas assim que me comprometi com um objectivo e adoptei um plano para o atingir, cedo comecei a ver os primeiros resultados. Perdi peso, ganhei músculos que não sabia que existiam e já atingi o meu primeiro objectivo: correr uma maratona completa. Hoje, tudo me faz sentido no mundo da corrida. Agora continuo a treinar, a traçar novos e cada vez mais ambiciosos objectivos. Mas reconheço que não é fácil manter-me motivado, mesmo agora que correr se tornou mais fácil. Muitas vezes fico cansado mais depressa, as condições de tempo mudaram para pior, ou porque tudo isto custa dinheiro e manter o orçamento equilibrado exige alguns sacrifícios. Mesmo assim, não desisto! Aqui explico porquê e como o consigo fazer:   1. Gosto do percurso que já fiz Quando penso neste último ano, vejo o quanto a minha vida mudou à volta do mundo da corrida e graças ao exercício físico em geral: ganhei confiança, sinto-me menos stressado, estou mais forte e saudável. Não trocava isto por nada!   2. A decisão de agir Nunca me arrependo de fazer exercício. Depois de uma sessão de exercício físico sinto-me sempre melhor e nunca conheci ninguém que depois de uma corrida de 5 ou 10 kms ou de uma sessão de Yoga diga: "foi uma má decisão, sinto-me péssimo".   3. Cuido de mim Gosto de ler assim como gosto de exercício. Portanto quando estou a ter um dia "não", recompenso-me com uma corridinha mais simples, seguida de um bom banho e de um momento de leitura, de um livro, uma revista... faz com que o exercício tenha compensado e deixa-me mais relaxado e tranquilo.   4. Ouço música Não gosto propriamente de ouvir música enquanto corro, embora reconheça que é motivador. Mas adoro ouvir música sempre que posso, experimentar novos sons, nomes que nunca ouvi falar, outros países...   5. Faço exercício e brinco com isso Às vezes planeio fazer algo diferente e relaxante depois de uma sessão de exercício mais intensa. Pode ser uma sessão de música, ou estar com uns amigos. Se treino ao final do dia, até um bom duche me parece uma óptima recompensa! Ou um jantar com uma boa refeição e um copo de um bom vinho. Mantenho os olhos na recompensa enquanto trabalho por ela.   6. Não estou sozinho Quando me preparo para uma corrida, gosto de pensar em todas as outras pessoas que estão por aí fora a correr, ou estão num ginásio a fazer exercício. Há tanta gente que também se sente assim apaixonada pela actividade física. Penso nos meus amigos que correm. Penso inclusive nos atletas de alta competição que vejo de manhã e à tarde em treinos no Jamor e no que os faz motivar. Gosto de pensar sempre que não estou sozinho nisto, muito pelo contrário.   7. Às vezes não faz mal não treinar Por vezes sinto que preciso de uma pausa. O exercício físico requer uma certa dose de força mental, portanto é natural que de vez em quando sintamos a quebra não só física como também psicológica. O trabalho físico é de uma disciplina incrível. Temos que nos levar com calma, principalmente quando o nosso corpo nos alerta para isso. E não se preocupem muito... se eu comecei a correr há menos de 1 ano e consegui fazer uma maratona, qualquer pessoa consegue.   O melhor conselho para manter a motivação é pensar sempre: recompenso-me o suficiente quando faço exercício físico? Caso a resposta seja sim, então funciona sempre!  

4 comentários

Comentar post