Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

29.Set.11

Técnicas de corrida: embate do pé e passada

Para desenvolver a sua técnica de corrida, precisa conhecer a melhor forma de colocar os pés, dar passadas e saber que tamanho devem ter. Muitos destes elementos surgem naturalmente, mas considerar a teoria antes da prática pode levar a notáveis melhorias no seu desempenho.   Posição do pé Quando corre, os pés devem apontar para a frente. Evite virar um ou ambos os pés para dentro ou para fora e certifique-se que os tem bem assentes no chão. Corra em linha recta e não deixe os pés atravessarem-se à frente um do outro, pois atrasaria a sua progressão. A menos que tenha problemas nos pés, este conselho é fácil de seguir e dar-lhe-á um bom ponto de partida para correr.   Embate do pé Embate do pé quer dizer a forma como o pé embate no solo quando corre. Existem dois tipos de embate principais - o de calcanhar e o de ponta do pé. Não interessa qual é o seu tipo, mas tenha em mente que pode afectar a sua postura. Se não tem a certeza sobre o seu tipo de embate, peça a um amigo para o ver em acção. Embate de calcanhar: significa que o calcanhar aterra primeiro. Estes corredores apoiam-se sobre toda a extensão dos pés e depois afastam-se do solo utilizando os dedos. A sua postura é direita, logo o centro de gravidade está por cima do local onde o calcanhar embate. Se embate com o calcanhar use sapatilhas reforçadas nos calcanhares. Vão durar mais tempo. A maioria dos corredores tem um embate de calcanhar. Embate de ponta do pé: significa que os corredores aterram sobre a base do pé, junto aos dedos. Apoiam-se nos calcanhares e afastam-se do solo. Este tipo de corredor inclina-se ligeiramente para a frente, para que o centro de gravidade fique por cima do local onde o pé embate no solo. Se embate com a ponta do pé, o seu calçado gasta-se mais depressa na região dos dedos. Pode retirar vantagens da ortopédica, ou de palmilhas especiais para correr, ajudando a amortecer os pés e a ter um apoio extra.   Comprimento da passada Os principiantes preocupam-se com o comprimento da passada e se é suficientemente longa ou não. Quando se é novo nestas lides, o comprimento da passada não deve ser uma grande preocupação. Apesar dos passos mais longos o ajudarem de facto a correr mais depressa e a cobrir mais terreno, a passada excessiva pode atrasar o seu progresso e aumentar o risco de lesões. Em vez disso, tente encontrar a sua posição de passada natural, sem forçar o comprimento dos passos e corra de forma descontraída e confortável. Passada excessiva: a passada excessiva acontece quando um corredor tenta dar passos mais longos do que o natural. Cuidado, pois pode interferir com o seu ritmo natural de corrida. Confirme se está a fazê-lo pela forma como estende a perna que vai à frente. Se a perna estiver direita quando chegar ao solo, está em passada excessiva.   Fonte: Corra pela sua saúde, Rachel Newcombe, Caracter Entertainment