Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Qui | 29.09.11

Técnicas de corrida: aquecimento

José Guimarães
Por muito ansioso que possa estar por sair e começar a correr, primeiro é importante aquecer devidamente. O aquecimento é um dos elementos mais cruciais de qualquer programa de exercício e um hábito que deve anteceder toda e qualquer corrida, quer esteja apenas a começar ou já corra há anos. Não se sinta tentado a saltar esta parte, ou mais tarde pode acabar por sofrer.  Se correr sem antes fazer um aquecimento, fará com que os seus músculos estejam frios, rígidos e tensos, tornando-o susceptível a lesões e a um estado dorido. Se aquecer obterá o máximo da corrida, tanto a nível de desempenho como de prazer. Aumenta o fluxo de sangue em circulação pelo corpo e aquece os músculos, ajudando-os a ficar mais flexíveis e elásticos, enquanto prepara o seu corpo para o exercício que vai fazer. Feito este trabalho de fundo, correr vai parecer mais fácil.   Aquecimentos eficazes Um aquecimento ideal consiste numa corrida lenta de 5 - 10 minutos ou num passeio energético. Algumas pessoas gostam de correr por 5 minutos sem sair do sítio e depois correr às voltas por tempo igual. A combinação que escolher é consigo e, se desejar, pode variá-la de sessão para sessão. Se tiver um historial de problemas circulatórios e tenciona sair numa manhá fria, é boa ideia tomar um duche antes. Ajudará a começar a acalmar a rigidez dos músculos e vai deixá-lo mais receptivo ao aquecimento. Saberá que fez o aquecimento quando sentir a temperatura do corpo subir. Não deverá estar a ferver (se estiver é porque provavelmente se exercitou demasiado), mas pode desejar abrir o fecho do casaco ou despir uma peça de roupa. Os músculos recebem mais oxigénio e sangue, o coração vai bater um pouco mais depressa, pode respirar de forma um pouco mais pesada e a circulação em geral terá melhorado. Estes sinais são bons. Significa que existirá menos tensão sobre o coração quando começar a correr a sério, e fazer o ajuste entre exercício suave e vigoroso não será um choque tão grande, pois o seu sistema cardiovascular já estará preparado. Além disso, os músculos estarão mais quentes e será menos provável que os esforce. Mesmo depois de ter aquecido o corpo e os músculos, ainda não chegou a altura de se lançar na corrida. O próximo passo é executar alguns exercícios de alongamento, para descontrair ainda mais os músculos individuais. Depois disso estará bem preparado para começar a correr. Vá com calma: o aquecimento não é altura para exigir muito de si, mas sim para que o corpo se comece a mover lentamente, por isso escolha o ritmo que lhe parecer melhor. Não se sinta pressionado a competir com nenhum companheiro de corrida. Mantenha um ritmo calmo e confortável e beneficiará o mesmo. No aquecimento não é a velocidade que importa, mas sim o esforço que se faz. Em linhas gerais, não deve ficar sem fôlego ou ser incapaz de falar enquanto corre durante o aquecimento - se isso acontecer, abrande e adopte um ritmo mais calmo.   Fonte: Corra pela sua saúde, Rachel Newcombe, Caracter Entertainment