Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

10.12.17

Desenvolver a aptidão para correr

José Guimarães
Tal como em qualquer outro desporto, antes de começar a correr é importante aprender algumas das técnicas e conceitos básicos para desenvolver a capacidade de corrida para, assim, tirar o máximo proveito deste desporto. Algumas das capacidades básicas desenvolvem-se naturalmente e, até certo ponto, vão permitir que se corra com prazer, sem nos preocuparmos demasiado com a técnica. Mas se o vosso objetivo for tirar o máximo partido da corrida, ou participar em corridas e (...)
08.07.15

Mantenham a postura enquanto correm, por favor!

José Guimarães
Manter o olhar para a frente durante uma corrida é mais do que simplesmente saber para onde estamos a ir. É muito frequente, em provas de corrida ou em treinos longos e intensos, sentirmos um cansaço generalizado, que começa normalmente com a sensação de peso nas coxas e nos gémeos, seguindo para as costas, abdómen, ombros, braços e pescoço. Com estes sintomas, é perfeitamente normal começarmos a correr a olhar para o chão e a contar os passos que faltam para chegarmos (...)
15.08.13

O que fazer para descansar e recuperar

José Guimarães
Muitos de vocês já ouviram certamente dizer que o descanso é tão importante como os treinos. Ainda hoje vi um vídeo interessantíssimo onde se falava da importância do sono para a nossa existência. E deve ser mesmo importante dormir. Afinal de contas, passamos cerca de 1/3 da nossa vida nesse estado. E para quem pratica desporto, isto reveste-se ainda de maior (...)
06.06.12

Corre como se flutuasses

José Guimarães
Relaxar é a chave para entrar na zona sem esforço e o stress é o cadeado que nos impede de entrar. Quando estamos stressados, os nossos músculos contraem-se e a nossa mente bloqueia. E é por essa razão que o trabalho, problemas com a relação e outros problemas devem ser deixados de fora da corrida. Se algum destes pensamentos nos vierem bater à porta mais tarde durante a corrida, não há problema. Mas vamos tentar deixá-los de fora na fase inicial. Vários estudos demonstram (...)
17.04.12

Mente sã para corpo são!

José Guimarães
Muitos de vós que lêem estes artigos são corredores competitivos que treinam muito, mantêm um diário de treinos, planificam o descanso, alimentam-se bem e respeitam o vosso corpo. No entanto, antes do início de uma prova, muitas vezes deixam-se apanhar pela corrente de ansiedade. Consumidos negativamente pelos vossos pensamentos, entram numa espiral de "Eu tenho que correr bem, mas está tanto calor! Acho que não vou conseguir alcançar o meu tempo previsto. Não vou ter energia (...)
27.09.11

Cuidado com o ser radical!

José Guimarães
Se regularmente se sente tão fatigado ao ponto de não conseguir terminar os seus treinos, é possível que a sua dieta seja a responsável. Ainda que os hidratos de carbono sejam a principal fonte de energia e a base de uma dieta, não se devem descurar os outros ingredientes. Evitar radicalmente as gorduras e as proteínas - inclusive a carne vermelha - não é bom, já que o pode deixar com um défice de vitaminas essenciais, como por exemplo o ferro. Os minerais e as vitaminas (...)
27.09.11

Hidratação

José Guimarães
A água constitui cerca de 60% do nosso peso e desempenha uma série de funções cruciais: ajuda a regular a temperatura do corpo, nutre as células, ajuda na eliminação dos desperdícios, ajuda a manter a pressão arterial e a lubrificar as articulações. Se não bebe água suficiente e não faz uma hidratação eficiente, pode estar a afectar negativamente a saúde, aumentando o risco de infecções urinárias e pedras nos rins. Está claro que todos nos devemos certificar que (...)
27.09.11

Técnica para correr quando está vento forte!

José Guimarães
Se o vento não estiver a seu favor, não há muito com que se preocupar, nem deve forçar o seu estilo de corrida. No entanto, se inclinar ligeiramente o corpo para a frente, ganhará mais aerodinâmica. Mas se vai fazer uma corrida de ida e volta, deve começar contra o vento para que este o empurre no regresso, quando a fadiga for maior. Nesses dias deve dar pouca importância ao ritmo das passadas e preocupar-se mais com as pulsações e a sensação de esforço, já que o vento (...)