Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

19.Ago.13

Só faltou correr

O título deste post estava para ser "O fim de semana que passou"... mas não dava, pelo simples motivo que antigamente já fiz um post com esse título. No entanto, tenho que explicar a razão pela qual lhe queria dar este título e tal prende-se com uma pessoa chamada Luís Santos. O Luís é um amigo com quem troco uns "galhardetes" (e até receitas) na net já quase desde o início do "De Sedentário a Maratonista". Vive no Algarve, tem um blog, com o típico sentido de humor algarvio e, como praticante de triatlo que é, andei a segui-lo, a ver os seus treinos e a tentar aprender alguma coisa para me iniciar nesta modalidade. No ano passado, em Oeiras, desencontrámo-nos no Triatlo do Ambiente - 2012, mas este ano lá combinamos bem as coisas e finalmente conhecemo-nos nesta mesma prova: Triatlo do Ambiente - 2013. No seu blog faz todas as semanas um apanhado dos seus treinos e provas, num post com o título "a semana que passou". Aconselho quem se interessa por estas modalidades que o siga. Não só escreve bem, como é um Ser humano merecedor de um "S" grande! Este fim de semana fiz uma visita relâmpago ao Algarve, mais concretamente a Tavira. E como quem vai ao Algarve não pode deixar de fazer praia, aproveitei que a minha irmã também tinha 3.000m no plano de treinos para fazer e, uma vez lá chegados, fizemo-nos ao mar. O resultado foi um percurso entre a praia da Manta Rota e a entrada da Ria Formosa (+/- 1.500m para cada lado), feito com muito à vontade, num ritmo sempre certinho e num mar muito tranquilo, limpo (cristal clear, como dizem os ingleses) e que mais parecia um "caldinho". No domingo a conversa foi diferente. Como ainda ando com a bicicleta que o Miguel da RBikes me preparou (a tal com que subi Montejunto na semana passada e que levei à Etapa da Volta), aproveitei e combinei com o Luís irmos dar uma voltinha no domingo de manhã. Mais uma vez o treino da minha irmã e o meu eram iguais e consistiam nesse dia em fazer 100 km de bicicleta, pelo que o nosso anfitrião algarvio logo se encarregou de arranjar um percurso digno de uma boa estreia na serra Algarvia. Saímos de Tavira pela N270 (sem carros... deserta!) em direção a Santa Catarina, onde esperámos pelo Luís. Dali subimos até ao Barranco do Velho, o ponto mais alto do treino. Depois foi descer até Loulé, rumar a São Brás de Alportel e regressar a Tavira, aproveitando da melhor forma possível a excelente qualidade da estrada (a tal N270), tão frequentada por outros grupos de ciclistas. O resultado foram cerca de 100 km, com 1.000m de desnível acumulado e muito boa estrada para rodar, boas subidas para fazer força, o reforço da amizade e do bom companheirismo e... um novo bronze para depois ir desfazer à praia. Quem consultar o link do Mouvescount, perdoem-me mas ainda não me desabituei de clickar na pausa nas paragens mais lentas... e depois o mais frequente é voltar à estrada e esquecer-me de retomar o treino no relógio! O resultado é um treino com alguns "buracos negros", sem registo... enfim... a-caminho-de-saobrasdealportel barrancodovelho barrancodovelho-loule-portimao-monchique barrancodovelho-paisagem Posto isto, a conclusão a que chego é que ando a perder uma terra fantástica para treinar, com boas infraestruturas (algumas já conheço localmente... uma delas é a fábrica de bolos de Tavira onde fazem o famoso morgadinho) mas, mais ainda, com excelentes condições naturais para a prática desportiva. E apesar de neste fim de semana só ter faltado correr, o trail running obviamente que também está incluído, já que as minhas primeiras incursões fora de estrada para treinar (ainda com sapatos de estrada) foram feitas na serra algarvia, ali perto de Tavira. E, tal como em Sintra ou em Monsanto, também no Algarve já se começam a formar alguns grupos para redescobrir alguns trilhos... e até ouvi dizer que o Moutinho anda a preparar um trail ali pela serra...?! Vamos esperar para ver os próximos capítulos. Aos amigos desportistas (do Algarve mas não só), ficam prometidas novas incursões por essas paragens. Espero companhia! Aos amigos não desportistas, ficam prometidas umas visitas mais demoradas para matar saudades. E se for de bicicleta irei precisar de abastecimento, ok? Ai o xarém...