Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Ter | 12.02.13

Porque corremos? Metas e objetivos!

José Guimarães
Nestas coisas das corridas, todos nós temos objetivos e motivações diferentes. Alguns querem um dia correr uma maratona. Outros querem correr 10 km pela primeira vez (ainda me lembro dessa minha primeira vez como se fosse ontem). Pessoalmente, gosto dos desafios das distâncias longas, as chamadas ultra-maratonas. Mas seja qual for o nosso objetivo, todos nós temos uma paixão por correr e encontrámos algures no tempo uma razão para o fazer. E essa razão tem certamente de ser importante para nós, caso contrário não nos faria sair à rua para treinar, muitas vezes ao frio, com chuva, de noite, ou ir ao ginásio no final de um dia difícil no trabalho. Depois de estabelecermos a nossa razão principal, é importante escrever num papel todos objetivos que gostaríamos de atingir no caminho, porque um objetivo que não esteja escrito e não seja revisto, muitas vezes não passa de um simples desejo. Diz quem sabe, que os objetivos devem ser SMART, o que em inglês significa Specific (específicos), Measurable (mensuráveis), Attainable (atingíveis), Realistic (realistas) e Time-bound (datados). Um exemplo pode muito bem ser alguém com 30 anos, que sente falta do desporto que praticou na escola e que decide começar a treinar para fazer uma meia-maratona que vai haver daqui a 4 meses. Esta pessoa provavelmente terá sucesso, porque tem um objetivo específico, uma razão para o fazer e tempo de treino suficiente pela frente para estar preparada no dia da corrida. Para mim, os objetivos de 2013 foram reescritos com o sorteio do UTMB 2013 a não me ser favorável. Assim sendo, passei este objetivo para 2014 e este ano vou ter que pontuar novamente para a prova. Depois do delírio dos Abutres (onde já obtive 1 ponto), o próximo grande desafio no meu calendário chama-se MIUT - Madeira Island Ultra Trail. Serão 115 km nas magníficas paisagens da ilha da Madeira que estão à minha espera, já em Maio. Daqui, o objetivo será trazer 4 pontos para o UTMB. E ainda faltarão 2 pontos... No entanto, não quero (nem gosto) parecer todas estas contas demasiado matemático. Isto porque acredito que, sejam quais forem as nossas razões para correr, devemos tomá-las como algo muito pessoal e, acima de tudo, encontrar sempre um ponto de satisfação plena nesta jornada. Eu corro porque gosto. Senão não o fazia.

Como começar a estabelecer objetivos de corrida?

Se se estão a iniciar nestas coisas das corridas, estabelecer um objetivo para cada treino (ou para conjunto de treinos) é uma ótima forma de nos mantermos fiéis ao mesmo, ajudando-nos também a ver os progressos que vamos fazendo. Aqui ficam portanto algumas metas que podem usar no estabelecimento dos vossos primeiros objetivos de corrida:
  • Marquem uma hora e corram sem interrupções. Se são estreantes, isto pode equivaler a correr 5 ou 10 minutos. Se já correm com alguma frequência, há 1 mês ou mais, este objetivo pode significar correr 20 minutos. Mas foquem-se e procurem fazê-lo sem interrupções (por exemplo, não vale parar no supermercado no caminho).
  • Correr 3 vezes por semana. Uma das melhores formas de tornar a corrida mais fácil tem a ver com a regularidade com que corremos. Isto não significa que têm de correr 5 km de cada vez que saem à rua para treinar. Em vez disso, vão com calma e escolham uma distância ou um período de tempo que seja fácil de concretizar 3 ou 4 vezes por semana, no máximo. Escolham dias específicos para o fazer (para ser mais fácil de relembrar), calendarizem-nos e sejam fiéis a este plano, pelo menos durante 1 mês (para começar está ótimo).
  • Estejam preparados. Tenham um saco de equipamento preparado no vosso carro ou (se tal for possível) no local de trabalho. Desta forma vão estar sempre preparados para as oportunidades que possam surgir diariamente para correr. Mesmo que sejam só 15 minutos, qualquer tempo de corrida é melhor do que não correr de todo e isso irá fazer a diferença nos seus hábitos de corredor.
  • Correr 1 km em menos de 7 minutos. Se isto vos parecer impossível, estabeleçam um limite que vos seja mais realista. Não faz mal caminhar um pouco de vez em quando, mas cedo vão querer começar a trabalhar para correr este quilómetro em menos de 6 minutos.
  • Corram até ao topo da colina. Encontrem uma colina decente (ou comecem a trabalhar com inclinações na passadeira do ginásio) e façam uma primeira tentativa de correr até ao topo. Esta primeira tentativa vai puxar pelo coração e pulmões, portanto vão com calma e parem se tiver de ser. No entanto, com a regularidade, as pernas vão ficar mais fortes ao fim de algumas tentativas vão atingir o topo muito mais facilmente.
  • Corram em superfícies variadas. Misturar vários tipos de piso nas corridas traz vantagens aos músculos, tornando-nos corredores mais ágeis. Experimentem alternar entre passadeira, asfalto, trilhos ou mesmo areia. Tenham em conta no entanto que correr na areia fofa é bem mais difícil do que correr - por exemplo - numa passadeira. Portanto, sempre que a superfície for mais suave, corram numa passada mais lenta ou por um período de tempo mais curto.
À medida que mantêm os vossos treinos, tenham em conta do ambiente que criam nas vossas vidas. Se têm alguma dificuldade em completar os treinos, em dormir tempo suficiente ou encontrar tempo para todas as pequenas coisas que ainda têm para fazer, então convém parar e analisar o que podem mudar. Se tiverem dificuldades, deixem um comentário ou contactem-me e verei no que posso ajudar. Bons treinos!

1 comentário

Comentar post