Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Sex | 01.02.13

Os prós e contras de correr com bastões

José Guimarães
A época de trail running recomeçou. E com ela as provas... e com as provas os amigos e as conversas. Grande parte das conversas que temos nestes meios tem a ver com o que cada um faz, usa e aconselha para cada prova e um dos temas recorrentes é sobre o uso ou não de bastões nas corridas. No fim de semana passado, em plena corrida dos Trilhos dos Abutres, algumas situações que passei faziam-me recordar o quanto estava grato por ter os meus bastões mesmo ali à mão. Neste último ano de corridas, usei sempre bastões nas corridas mais duras e complicadas. Os mais puristas serão claramente contra a sua utilização e poderão apontar mesmo um sem número de vantagens injustas para quem não os usa. Neste artigo tentarei oferecer o meu ponto de vista e uma abordagem imparcial, apontando alguns prós e contras sobre a sua utilização.

Prós...

Equilíbrio

Os bastões permitem-nos claramente manter uma melhor sensação de equilíbrio em situações mais complicadas. Mesmo não sendo necessário ter vertigens, o uso de bastões podem servir de assistência em qualquer situação de menor equilíbrio, como trilhos estreitos ladeados por uma ravina ou atravessar um rio por cima de um tronco.

Estabilidade em travessia de rios

Os bastões podem também servir de ajuda na travessia de um curso de água, isto porque normalmente não vemos onde vamos colocar os pés e podemos fazê-lo em terreno muito instável ou rochas escorregadias, servindo aqui os bastões para estabilidade acrescida.

Estabilidade nas descidas

Aqui é que as opiniões podem divergir bastante. Até na minha opinião de defensor do uso de bastões nas corridas, a utilização de bastões em situações de descidas pode não só não ajudar, como pode mesmo revelar-se perigosa. Se forem mais cautelosos, a utilização de bastões nas descidas pode trazer algumas vantagens, como maior estabilidade e equilíbrio. Se forem daqueles que (como eu) gostam de voar por cima de rochas e outros obstáculos, o melhor mesmo é não utilizar os bastões.

Alívio para os joelhos e quadricípites

Alguns corredores podem chegar a dizer que, em descidas mais inclinadas, o uso de bastões servem para aliviar algum do stress a que os joelhos e os músculos estão sujeitos. Aqui relembro a minha participação no Ultra Trail de São Mamede, em que, por causa de uma lesão no joelho tive que desistir ao km 60. Neste caso concreto, a utilização de bastões permitiu-me aliviar o esforço a que o joelho estava submetido, tendo assim sido possível progredir (tanto em subidas como descidas) até ao posto de controle mais próximo.

Ritmo

O uso de bastões podem ajudar a estabelecer e  manter um ritmo fixo enquanto se caminha ou corre. Quando estabelecemos essa cadência entre a nossa passada e os bastões, os quilómetros podem mesmo passar mais rapidamente, nem que seja só pelo benefício psicológico.

Alívio para as pernas

A minha (pouca) experiência também me permite dizer que o uso de bastões ajuda a distribuir algum do meu peso para os braços e ombros, tirando-o das pernas. Depois de usar bastões numa corrida longa, seria de pensar que os braços e ombros estivessem cansados ou doridos, mas pelo menos comigo não é o caso. O que eu sinto é como se queimasse mais calorias do que é normal, mas esse aumento do consumo de calorias é compensado pela redução na fadiga nas pernas.

Elimina as mãos inchadas

Também dizem que a utilização de bastões pode diminuir o efeito de mãos inchadas. Não tenho qualquer experiência neste assunto, mas diz quem sabe que se nota uma redução significativa no inchaço das mãos, simplesmente pelo uso dos bastões nas mãos durante uma corrida. Parece assim que a combinação entre levantar as mãos ao nível do peito e a ação de agarrar nos bastões não pode por isso ser ignorada, sendo de considerar como algo útil durante uma ultra maratona.

Usar como arma

Sim, leram bem, usar como arma... mas só se necessário. Não só pode servir para "chicotear" o nosso companheiro de corrida se este nos irritar, como principalmente para nos defendermos de algum cão vadio que se atravesse no nosso caminho, vindo de surpresa de um trilho.

... e contras!

Mãos ocupadas

Se forem como eu e tiverem o hábito de trazer comida de um posto de abastecimento para ir comendo enquanto recomeçam a corrida, experimentem simplesmente prender os bastões debaixo do braço enquanto o fazem. Podemos fazer quase tudo com os bastões debaixo do braço, mas é bom que se treine bem antes. Quando correrem em terrenos pouco técnicos ou planos, provavelmente não vão querer usar os bastões. Os bastões devem ser, por isso, bastante leves (os meus pesam cerca de 200 gr cada um) e, se assim for, um em cada mão vão praticamente passar despercebidos durante uma corrida longa.

Cuidado nos trilhos estreitos e com árvores

Usar os bastões em trilhos estreitos, ladeados por árvores ou arbustos, pode ser algo complicado. Uma das soluções consiste simplesmente em correr agarrando nos bastões com uma mão à frente. Também podem experimentar correr com os bastões mais á frente, em vez de estarem de lado do corpo (posição normal), mas tenham cuidado para não tropeçar neles.

Mais equipamento, mais material para gerir

Transportar os bastões significa que terão que gerir mais uma peça de equipamento. Quando o equipamento se estraga, podemo-nos sentir em desvantagem e até mesmo derrotados. Parto sempre do princípio que, regra geral, a maior parte do equipamento é falível, portanto a chave é não nos tornarmos dependentes de nenhum tipo de equipamento, por forma a que seja sempre possível terminar uma corrida sem ele. [caption id="attachment_2922" align="alignright" width="230"]bastoes-trilhosdosabutres-desedentarioamaratonista Eu nos Trilhos dos Abutres... com os bastões[/caption]

Em conclusão

Então afinal, os bastões são ou não são uma vantagem nas corridas? Infelizmente não tenho uma resposta concreta para dar a esta questão. Já tentaram alguma vez beber uma garrafa de água em corrida, enquanto transportavam os bastões na mão? Não? Têm que experimentar para saber como é. Quanta energia é que acham que isso consome? Creio que deverá caber sempre ao atleta saber e decidir se deve ou não deve usar bastões. Os que decidirem usá-los devem dedicar algum do tempo de treinos para praticar a sua utilização. Portanto é minha opinião que devemos deixar cada um decidir quanto ao seu uso, ou não, numa prova. Se resultar, melhor. Se não resultar, corram a vossa corrida sem eles. Seja como for, gastem alguma energia a treinar a utilização de bastões durante os treinos, para não a desperdiçarem desnecessariamente durante as provas. Os bastões que usei nos Trihos dos Abutres são uns Komperdell Trail Lite Compact Titanal e estão à venda na S-Trail. Com bastões ou sem bastões, desejo bons trails para todos! Fontes: Trail And Ultra RunningUltRunR e S-Trail.