Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Qui | 15.08.13

O que fazer para descansar e recuperar

José Guimarães
Muitos de vocês já ouviram certamente dizer que o descanso é tão importante como os treinos. Ainda hoje vi um vídeo interessantíssimo onde se falava da importância do sono para a nossa existência. E deve ser mesmo importante dormir. Afinal de contas, passamos cerca de 1/3 da nossa vida nesse estado. E para quem pratica desporto, isto reveste-se ainda de maior importância. Numa conhecida revista de ciclismo nacional vi também um artigo que fala sobre este assunto de uma forma tão simples e prática que decidi partilhá-lo aqui. Está mais que comprovado que o descanso e a recuperação são tão ou mais importantes que o próprio treino. O grande desafio pessoal passa por prevermos como e quando é que vamos precisar de o fazer. Esta pergunta não tem uma resposta concreta. Teremos que descobrir por nós próprios. Uma das melhores maneiras é "escutarmos" o que o organismo tem para nos dizer. Os estudos mais recentes revelaram que a qualidade do sono, a sensação de fadiga, o stress e as dores musculares são um bom "barómetro" para prever quando é que precisamos de descansar, tal como o são a pulsação cardíaca ao acordar (pulsação basal) e o peso corporal. Se durante três manhãs consecutivas estes sinais forem marcantes, o melhor é prepararmo-nos para descansar. Claro que este sistema não é infalível, mas tem um enorme potencial para nos ajudar a equilibrar o treino com o descanso. Em caso de dúvida, a melhor atitude a tomar é a de descansar e recuperar. E não há vergonha nenhuma nisso. Não é por não descansarmos que vamos ficar mais fortes, pelo contrário. Sejam cuidadosos! Em relação aos treinos, muitas das vezes vale mais "fazermos de menos do que demais".   Fonte: Ciclismo a Fundo

2 comentários

Comentar post