Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Seg | 18.06.12

O fim de semana que passou

José Guimarães
É verdade! Para quem já o conhece, o título deste artigo é descaradamente inspirado nos títulos do blog do Luís Santos, um "marafado" que, no seu blog "Ma Ke Jeto, Mosso on Sports" publica todas as semanas um apanhado geral do que foram os seus treinos e provas da semana que passou, num post chamado isso mesmo: "A semana que passou". O Luís Santos é do Algarve. Ele corre, nada, anda de bicicleta e embora não o conheça pessoalmente, já passámos ao lado um do outro em algumas provas e é daquelas pessoas que, seja pelos artigos que lemos um do outro ou pelos emails e mensagens que trocamos, de alguma forma posso dizer que nos vamos conhecendo com pouca margem de erro. Muitas são as gargalhadas que já me arrancou ao ler os artigos que escreve com o seu bom jeito algarvio e algumas são as vezes que me deixa de olhos pregados ao monitor a tentar apreender os seus treinos, principalmente os de natação. No passado dia 10 de Junho, participei com alguns amigos no Triatlo do Ambiente e o Luís também por lá andava, embora não nos tivessemos encontrado. A participação num triatlo (como em todas as outras disciplinas) requer treino, muito treino mesmo. Normalmente o pessoal que eu conheço, sempre mais habituado às lides de corrida que outra coisa, queixa-se sempre mais do seu handicap na natação que, como seria de esperar, é das disciplinas que talvez tenha mais requisitos técnicos e exija mais fisicamente, dentro das três modalidades que compõem o triatlo: natação, ciclismo e corrida (por esta ordem). Ora os posts "A semana que passou" do Luís têm sempre algo a dizer em relação a esta modalidade e aqui, o que eu posso recomendar a todos aqueles que se queixam do seu défice na modalidade de natação é que dêem uma vista de olhos ao que este "moço" algarvio costuma fazer todas as semanas. Eu pessoalmente tenho aprendido algumas coisas interessantes que sempre que posso levo à prática na piscina. Se a isto juntarmos uns vídeos no YouTube e umas dicas técnicas com amigos "craques" nesta modalidade, a coisa até se compõe e o que é certo é que até não me senti nada mal a nadar os 300m na praia da Torre, embora ainda tenha muito que aprender e mais pontos para evoluir. Fica dada a dica. Mas onde é que eu quero chegar com este discurso? Quero tocar num assunto que todos nós conhecemos mas que, infelizmente, por muitas e diversas (e também justificadas) razões, nem sempre levamos à prática: o trabalho que isto dá! E quando digo "isto", falo de fazer umas provas e de treinar... à séria! Seja treinar para uma corrida de 10 km ou para participar numa maratona, seja treinar para aquela prova de (mini) triatlo ou para um Ironman. Infelizmente o corpo humano (ao contrário de um leopardo ou um golfinho) não nasce naturalmente apto para correr ou para nadar. Portanto temos que o trabalhar até que se sinta naturalmente bem para desempenhar aquela função que pretendemos. E isto leva-me ao tal discurso, inevitavelmente meio paternalista que, se queremos resultados, temos que lutar por eles. E isto é válido tanto no desporto como no nosso dia-a-dia, no emprego, ou noutra coisa qualquer que queiramos muito que aconteça. E que certamente não vai acontecer por si só. Nem o "sortudo" do Don Johnson (não é o dos filmes) - que em 12 horas arrecadou qualquer coisa como 4,5 milhões de euros num casino de Atlantic City (fora os outros casinos) - se baseou só na sorte. E ontem, no jogo Portugal-Holanda, em que tivemos oportunidade de ver o Cristiano Ronaldo no seu melhor, se observarmos com atenção, podemos ver trabalho em cada músculo, em cada drible, em cada pose ou olhar de concentração. Ou vejam o "senhor" Armstrong em cima de uma bicicleta, ou o Kilian na crista de uma montanha. Trabalho, trabalho e mais trabalho. Por muito que custe, por muito que doa e por muito que se sofra, se queremos lá chegar, temos que trabalhar para isso. Para concluir, depois do fim de semana que passou, hoje estou em repouso das corridas (o descanso também faz parte do treino) e só devo ir fazer uma sessão de natação. Não me vou inspirar nos treinos de natação do Luís Santos para fazer os meus de hoje, já que o meu objectivo vai ser esticar o corpo e relaxar das sessões de porrada deste fim de semana e que se traduziram em: treino matinal no sábado de bicicleta (69km) + corrida Marginal à Noite (8km em 30mins) + treino matinal no domingo de bicicleta (quase 100km). Depois do fim de semana que passou, hoje sinto-me vivo! É esse o objectivo maior!

5 comentários

Comentar post