Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

08.Jul.15

Mantenham a postura enquanto correm, por favor!

Manter o olhar para a frente durante uma corrida é mais do que simplesmente saber para onde estamos a ir. É muito frequente, em provas de corrida ou em treinos longos e intensos, sentirmos um cansaço generalizado, que começa normalmente com a sensação de peso nas coxas e nos gémeos, seguindo para as costas, abdómen, ombros, braços e pescoço. Com estes sintomas, é perfeitamente normal começarmos a correr a olhar para o chão e a contar os passos que faltam para chegarmos ao fim. Fisiologicamente, todos estes acontecimentos são o resultado da instalação da fadiga, o que pode afetar o funcionamento integral dos músculos e conduzir-nos a um estado em que não conseguimos mais sustentar a velocidade e a qualidade de movimento. Há duas formas de explicar este fenómeno:
  • Do ponto de vista metabólico, a fadiga ocorre devido à diminuição das reservas  energéticas, como o glicogénio, importantes na geração de energia para a contração muscular.
  • Do ponto de vista neural, a sensação de cansaço extremo é provocada pela redução dos impulsos nervosos do cérebro para os músculos e isso gera uma deficiência na sincronização do recrutamento das unidades motoras.
Não se sabe ao certo qual destas hipóteses é desencadeada primeiro, mas ambos os fatores influenciam diretamente a contração muscular, que é essencial para o movimento. Regra geral preocupamo-nos demasiado em treinar as estruturas inferiores (anca, coxas e pernas) e esquecemo-nos dos membros superiores. No entanto, não nos podemos esquecer que os músculos do pescoço, dos ombros e das costas experimentam a situação de fadiga antes dos membros inferiores. O resultado disto nota-se na inclinação da cabeça, dos ombros e do próprio tronco para a frente, tornando-se praticamente inevitável não olharmos para o chão. A inclinação destes segmentos afeta a amplitude de movimento da anca, joelhos e tornozelos, fazendo com que o corredor comece a dar passadas mais descoordenadas.Para que isso não aconteça, convém estarem atentos ao seguinte:
  • Durante a corrida, é importante manter uma postura erecta e olhar para a frente. Se não for possível sustentar essa posição, então está na hora de parar ou diminuir o ritmo.
  • Treinos de força para os membros superiores são tão fundamentais quanto a tonificação dos membros inferiores. Os exercícios coordenativos (educativos) também são essenciais para uma postura correta.
  • Mulheres com um busto maior, além de precisarem de tops mais justos, devem reforçar o trabalho dos músculos dorsais.
  • Lembrem-se do grito de comando: “Peito para fora, barriga para dentro... e olhar em frente”. Isto acaba por ter muito sentido, se queremos fazer uma corrida de forma mais coordenada e eficiente.
Posto isto, vou treinar para o ginásio! :)