Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Qua | 21.11.12

E o almoço de hoje foi...

José Guimarães
Depois de ter publicado o artigo desta manhã, de ter ido a uma entrevista de emprego completamente desenquadrada e de quase ter explodido no treino de hoje com o António Nascimento... fiquei com fome e com vontade de experimentar algo bem nutritivo para o almoço! Aqui está o resultado: almoco-beterraba-cenoura-alface-frango-desedentarioamaratonista

Almoço do dia

O prato principal foi um resto de frango de fricassé (ao longe na foto), acompanhado por um belo e soltinho arroz (sim, branco). Como acompanhamento gosto de fazer sempre algum tipo de salada, regra geral com o tamanho do prato principal (equivale a 50% de comida cozinhada e 50% de comida crua).

Ingredientes da salada

(só uma sugestão, pois podem usar os ingredientes que mais gostarem):

  • Folhas de alface
  • Folhas de espinafres
  • Folhas da beterraba
  • Mix de beterraba e cenoura

Como fazer o mix de beterraba e cenoura?

O mix de beterraba e cenoura foi-me apresentado no projeto Amo Comida Viva e é um excelente acompanhamento que se pode preparar em quantidade, guardar num frasco dentro do frigorífico para ter sempre à mão quando se quer algo diferente e nutritivo. Além de encher o prato de cor, a beterraba (que normalmente é algo que não se gosta pelo sabor intenso a terra) quando misturada com a cenoura resulta num acompanhamento muito doce. Ora os ingredientes são:
  • 1 beterraba grande
  • 4 cenouras pequenas
  • 1 punhado de salsa ou coentros
Descascar a beterraba e as cenouras e colocar os ingredientes num robot de cozinha ou numa 1, 2, 3. O tempo de mistura é ao vosso gosto: ou mais tempo, para uma mistura mais miudinha, ou menos tempo, para uma mistura mais grosseira. Pode-se guardar num boião de vidro para estar sempre pronto para fazer parte de uma refeição. No frigorífico consumir num prazo máximo de 3 dias.

Post scriptum

Perdoem-me o devaneio, mas hoje apeteceu-me falar sobre comida. Será da fome que tive durante o treino? Tal como se sabe, está mais que provado que não se deve ir às compras com a barriga a dar horas, pois acabamos comprar coisas que não faziam falta nenhuma. E aproveito para terminar o artigo dizendo que a asneira do dia foi ir treinar de barriga vazia. O pequeno almoço tinha sido às 8h00 e até começar a correr (por volta das 11h30) não comi mais nada. Nota mental: andar sempre com qualquer coisa para trincar, como uma banana, frutos secos ou no mínimo uma barra energética.