Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

28.Dez.14

Devo tirar umas férias das corridas?

Estamos no inverno. Para muitos atletas, isto significa que a época das grandes provas ficou para trás e que agora é tempo de descansar. Apesar do número de corridas em que podemos participar todos os fins de semana ser cada vez maior e de, muitas vezes, me perguntarem sobre que desafios estou neste momento prestes a enfrentar, para já sinto que o meu corpo me pede esse tão merecido período de descanso. A questão que se coloca é: durante quanto tempo devo descansar, depois de todo o esforço que implicou enfrentar tantos quilómetros em tão pouco tempo? Devo continuar a correr, ou simplesmente não correr de todo? Provavelmente já ouviram amigos vossos começar a preparar a nova época de corridas assim que terminam a época atual. Dentro de um certo ponto de vista isto poderá ser feito, mas o primeiro passo para uma preparação física correta ano após ano passa sempre por realizar um período de descanso. Um erro que muitos atletas fazem logo após as últimas corridas do seu calendário é realizar um balanço geral e começar imediatamente a treinar para as próximas corridas, sem dar o devido descanso ao corpo. Isto pode fazer com que, ou atinjam o pico de forma cedo demais, ou venham a sofrer uma sobrecarga de treino (overtraining)ou mesmo um esgotamento físico (ou mesmo mental). Em vez disto, estes atletas deveriam focar-se em tirar cerca de um mês só para descansar, servindo este período de tempo não só para recarregar o corpo, mas também a mente. Mas descansar pode ser difícil, principalmente quando vivemos num país como Portugal, com bom tempo para correr durante praticamente o ano inteiro, mesmo quando faz frio. Descansar, no entanto, não significa necessariamente ficar inativo, voltando ao sedentarismo. Significa que podemos manter aqueles treininhos com os amigos, ir dar uma volta de bicicleta, ir ao ginásio ou à natação, mas mantendo um volume e intensidade baixos. O nível de esforço neste período de descanso deve ser igual ao nível de esforço da recuperação durante os períodos de treino normais. Quanto ao volume, este deverá ser, no máximo, metade do volume normal de uma época de treinos. Se durante o ano tiverem tido o cuidado de introduzir alguns períodos de descanso, talvez não se sintam agora tão cansados fisicamente, mas mesmo assim deveriam tentar tirar uns dias de "férias", antes de darem início à época de treinos. Alguns estudos mostraram que os atletas que fazem essa pausa depois da época de provas, estão menos propícios a sofrerem de excesso de treino e outras mazelas durante o ano seguinte. Aquilo que sugiro é que tirem pelo menos duas semanas longe de corridas e que verifiquem como é que se sentem, tanto fisicamente como mentalmente. Aproveitem o tempo que ganham e tentem dormir as tais 8 horas por noite. Provavelmente até vão reparar que aquelas dores que vos andaram a chatear durante os últimos meses vão começar a dissipar-se lentamente e, se este é o caso, deveriam mesmo prolongar o período de descanso, até que as dores desapareçam totalmente. Concluindo, pensem no período de descanso como parte do vosso plano de treinos (porque - de facto - assim o é). E não se preocupem com a possibilidade de perder um pouco de forma física. Aquilo que se perde é mínimo e, o que se ganha, vai permitir que, quando voltarem à ação, o façam ainda com mais força e vontade! Fonte: Wenzel Coaching