Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Sab | 12.12.15

De regresso às provas, nos Trilhos do Javali

José Guimarães
Há coisas que me chateiam quando vou fazer uma prova como a de hoje. Uma delas é chegar ao fim e não ter uma mão cheia de boas fotografias, para poder mostrar a quem não foi o quão bom é correr sem grandes pretensões de distâncias megalómanas, num percurso de qualidade, que tanto roça o fácil como o - tecnicamente - "tricky", preparado por uma organização com tudo controlado e onde há poucas possibilidades de alguma coisa correr mal. Não quero dizer com isto que não gosto de provas grandes. Nada disso! Ou não gostasse eu de desafios com 3 dígitos na distância e 5 dígitos na altimetria. Quero é dizer que, quando o foco é proporcionar uma "festa" de trail running, então a fórmula mágica está em provas como esta de hoje: os Trilhos do Javali, na Serra da Arrábida. Confesso que, no início, quando comecei a ver informação sobre a prova, não estava muito convencido. Talvez fosse a distância de 15 km que não me estava a agradar, porque sei como é que normalmente se corre numa prova curta como a de hoje. Quem tem treino nas pernas vai certamente dar tudo por tudo e andar sempre no "red line" e eu não gosto muito de provas com esse registo. Fazem-me lembrar as poucas participações que fiz em triatlos curtos e as diferenças para os mais longos. Não corro rápido e, por isso, prefiro apostar nas provas em que a gestão do esforço tem de ser aplicada com mais rigor, para ao fim de 10 ou 20 horas (ou mais) de prova ainda conseguirmos levar as pernas a cruzar a linha da meta. Será da idade? ;) Mas, verdade seja dita, o "chip" não pode estar sempre na mesma sintonia. E, se digo sempre aos que treinam comigo que nos devemos concentrar sempre na nossa prova e não na dos outros, para quê agora este tipo pensamento? Na minha perspetiva, o desporto tem que ser levado com moderação, alguma variedade e principalmente muito prazer no que se faz. Caso contrário corre-se o risco de se entrar num registo que se sobrepõe ao verdadeiro prazer de praticar desporto. E, neste caso que me toca, de correr nos trilhos. Vai daí, convite lançado, juntámos o grupo e rumámos em direção a Setúbal. Seria a minha primeira prova antes de todas as outras, preferencialmente em crescendo. trilhosdojavali_joseguimaraes_01Sobre a prova em si não há muito a apontar: o percurso foi muito bem escolhido; o nível de dificuldade estava ao alcance de todos os tipos de pernas; a sinalização estava bem visível em todos os locais onde pudessem existir dúvidas; talvez os numerosos elementos do staff que se viram ao longo de todo o percurso devessem ter estado mais presentes nas zonas tecnicamente mais difíceis, já que era expectável que a "ligeireza" da distância chamasse alguns pés menos habituados às "ratoeiras" típicas deste tipo de terreno. Mas, tirando um ou outro caso mais complicado e algum "enrolanço" com uma silva mais teimosa, acredito que o balanço que a AMCF - Arrábida Trail Team vá fazer seja extremamente positivo. Mesmo sem ter visto javalis lá pelo meio. Foi fácil perceber que a experiência de corrida que têm muitos dos elementos do staff contribuiu para que este grupo mostrasse que sabe o que faz, que conhece bem o sítio onde o fez e que estão mais do que habituados a isto. Posso portanto não ter as tais fotografias que ilustrem este meu ponto de vista, mas certamente existirão muitas boas opiniões e muitos registos fotográficos do bem que soube correr hoje nos Trilhos do Javali. E depois desta, que mais? Para os mais curiosos, cliquem aqui para ver o registo no Strava.

1 comentário

Comentar post