Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Qui | 01.03.12

Como recuperar a motivação para correr depois de uma lesão

José Guimarães
Antes de mais, quero dizer que a questão que aqui há umas semanas surgiu com o meu tendão de Aquiles ainda não terminou. De facto, no final da semana passada pensava que a inflamação já tinha passado e as dores (as tais picadas) também já tinham terminado, portanto voltei a tentar umas corridinhas. Optei por umas séries curtas na pista (apesar de intensas) em vez de acumular quilómetros. E correu bem, tanto que este início de semana, como não me estava a ressentir, primeiro fiz 10 km, depois 18 km... e hoje parei. Parei porque voltei a ouvir aquela voz interior a dizer "ouve o teu corpo"... e o meu corpo (ou melhor, o meu tendão) disse-me "por favor, nãovás correr". Ok, fiz-lhe a vontade. No entanto, depois de ter estado as duas primeiras semanas parado, o regresso (não ainda para o trail mas para a pista) correu relativamente bem e, diga-se, talvez por causa da natação, não me senti menos forte ou mais lento que antes. Mas surgiram na minha cabeça questões sérias como: "Será que isto nunca se vai curar?" "Será que não vou voltar a correr como corria antes?" "Será que todo aquele treino foi inútil?" "E agora vou começar a aumentar de peso por não estar a correr?" Estas perguntas são normais numa temporada algo frustrante, porque primeiro tudo estava a correr bem, as provas no calendário mantinham a motivação e depois tudo fica a parecer tão incerto.   Então o que fazer? Bom, uma lesão significa que inevitavelmente temos que passar algum tempo parados e esse período de tempo podem ser dias, semanas ou até meses, dependendo da gravidade da lesão. Depois somos confrontados com o regresso. O regresso à estrada onde corríamos ao início e que nos vai devolver o ritmo e a capacidade de corrida que tínhamos antes. É por isso que é muito fácil perder a motivação depois de se estar uma temporada parado, especialmente se for causado por uma lesão. É aquele sentimento de desilusão e frustração que se sente quando não se consegue correr como antes. E é também o sentimento de nos termos aplicado ao máximo até atingirmos o nível em que estávamos antes e agora temos de fazer tudo novamente.   Agora as boas notícias… As primeiras boas notícias é que o nosso estado físico e capacidade de corrida vão regressar muito rapidamente, assim que voltarmos a um nível de treinos consistente. De facto, é possível recuperar a nossa capacidade física anterior muito mais facilmente e rapidamente do que da primeira vez que começámos a explorar esse território novo que então era a corrida. A segunda parte das boas notícias é que virtualmente qualquer pessoa que sofre uma lesão consegue recuperar totalmente e regressar completamente à sua forma física anterior, assim que voltarem ao seu plano de treinos. Portanto não há desculpas para não se querer regressar de uma lesão, de volta ao nível onde se estava antes, ou até melhor! Somos todos capazes de o fazer e só a nossa capacidade mental poderá reter esse progresso, NUNCA o nosso corpo.   Então o que se pode fazer para recuperar a motivação depois de sofrer uma lesão? Primeiro que tudo é necessário recordar tudo o que foi dito até aqui. Sim, é possível recuperarmos totalmente de uma lesão! Qualquer um de nós pode voltar ao nível onde estava e ir até um nível melhor! Claro que vai demorar tempo, algum esforço e muita persistência... mas e depois? Não é isso que quer, voltar à sua forma física anterior, recuperar a capacidade de corrida e manter ou melhorar o seu estado físico, a sua saúde e o seu corpo? Ou preferia aceitar o lado lento e doloroso de um estado físico e de saúde cada vez mais pobre e pesado? Portanto, estas são as escolhas que todos nós temos: ou continuar em frente, ou andar para trás. Ou progredir, ou regredir. Uma outra boa coisa que há a fazer é focar sempre no que podemos fazer agora, neste preciso momento, em vez de nos sentirmos desanimados e sempre a pensar no que já fomos capazes de fazer. Tentem aceitar a lesão que têm e que provavelmente até irão perder alguma capacidade física. Mas as lesões acontecem a todos os que praticam uma actividade física intensa tal como a corrida. De facto, quem se lesiona não está sozinho. Toda a gente se pode lesionar. Aceitar a nossa lesão e pensar em formas de como podemos regressar ao activo dá-nos um ponto de focagem muito mais positivo do que simplesmente pensar que estamos a passar por um momento de sofrimento. Há que lembrar sempre que o importante é a forma como regressamos… Se regressarmos a uma corrida consistente, então poderemos recuperar tudo o que tínhamos antes e quem sabe até mais. Se desistirmos, então sim, iremos apagar todo o trabalho árduo e deslizar para o lado errado da questão, ou seja, na direcção oposta de onde queremos ir. Portanto é importante sermos persistentes para que o regresso às corridas seja mais forte do que nunca! É uma outra corrida. Não deixem que essa lesão vos vença!   Há por aí alguém com experiências semelhantes? Algum de vocês está neste momento a passar por uma experiência deste género, isto é, a combater com falta de motivação por causa de uma lesão? O que é que está a fazer por isso? Já tiveram alguma lesão grave? De que forma se motivaram para voltar a correr? Partilhem os vossos comentários ou experiências que tenham tido, pois estou certo que irão ajudar e motivar outras pessoas com experiências semelhantes. Obrigado!

1 comentário

Comentar post