Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

19.Dez.11

Como correu (literalmente) o GP Natal em Lisboa

Nessa manhã de domingo decidi pela primeira vez não acompanhar os meus amigos em mais uma prova que decidiram fazer juntos. Decisão difícil, porque normalmente corremos sempre todos juntos e é um grupinho muito agradável e bem disposto! Mas como queria fazer outro tipo de treino e aproveitar bem a manhã para transpirar um bocado e puxar pelas pernas... mas depois voltei atrás e, pensando melhor, a prova até era em Lisboa, tinha alguns altos e baixos, previa-se bom tempo... e como a companhia seria genuinamente boa, sempre podia ir nadar antes e assim já chegar à partida com o aquecimento feito! Assim o fiz: eram 8h30 estava a cair na água, fiz cerca de 45 minutos de natação mais puxada e pelas 10h30 lá estava no Saldanha no local da partida, com muitos atletas já reunidos à volta do pórtico da partida.GP Natal 2011 - pés de atletas E ainda bem que tomei essa decisão. Os 9 km da prova GP Natal 2011 revelaram-se um bom percurso para quem quer puxar um bocadinho mais, finalizando com um rolamento agradável nos últimos 3 km (descida do Saldanha até à rotunda do Marquês de Pombal e depois nova descida até à Praça dos Restauradores, na zona da meta). Podem ver o track do percurso aqui através do RunKeeper. Os primeiros 3,5 km fazem-se entre o Saldanha e o Campo Grande. Foi a primeira vez que experimentei os túneis da Av. da República com tanta gente à mistura, onde ainda tive a sorte de ver umas caras conhecidas. Acompanhei a Marta e o Pedro ao início, depois a Ana e a Inês, tirei umas fotos e depois acelerei um pouco para apanhar novamente a Marta que ia com uma passada muito boa! GP Natal 2011 - a Marta e o VicenteEntretanto encontrei o Nuno que, com o seu bom treino e a sua boa passada de corrida, me espicaçou e... e acho que até a Marta notou a minha vontade de partir atrás dele, pois foi ela que me incentivou a dar corda aos ténis e ir... e eu fui! Um pouco antes da curva do jardim do Campo Grande acelerei e foi assim até ao final. Depois da curva do Campo Grande e já no primeiro túnel, pensava eu que tinha guardado a máquina para tirar umas fotos só no final da corrida, quando ainda tive o prazer de encontrar a omnipresente Alice. É sempre um prazer ver esta senhora muitíssimo bem disposta, seja em que condições for, em que prova for, em que lugar de Portugal for (e no estrangeiro, quando nos encontramos?). GP Natal 2011 - AliceLá lhe tirei a foto (para mais tarde recordar) e continuei na passada acelerada até ao Saldanha que, digo já, deve ser a parte do percurso mais chata de se fazer: depois do último túnel da avenida, aquela recta parece interminável. Depois da rotunda inicia-se a descida da Av. Fontes Pereira de Melo até à rotunda do Marquês de Pombal, onde dezenas de simpáticos ciclistas saudavam à passagem todos os atletas da prova! Não sei que encontro era aquele, mas saúdo-os aqui também pela iniciativa e pelo apoio dado. Já em direcção aos Restauradores, a descida da Av. da Liberdade é óptima para soltar as passadas e sim, aí sim, acelerar bem a passada que, no meu caso, foi quase aos 3:10 minutos/km. GP Natal 2011 - o grupo bem disposto De salientar que, apesar do horário do início ter sido um pouco atrasado, o final desta prova esteve bem organizado e apesar da multidão de atletas que começou a ser muita, o pormenor de ter que se dar a volta à praça permitiu que não houvesse a concentração habitual de participantes que depois do pórtico param para descansar, para alongar, para tirar o chip do sapato e para receber a tshirt e a apetecível garrafinha de água. Um outro bom pormenor foi da existência de fruta e de uma tenda com bebidas isotónicas para todos os atletas. Juntos os amigos no final da prova e depois da foto de grupo da praxe, lá voltámos aos nossos carros, sorridentes e contentes sobretudo por mais uma manhã desportiva bem passada. Venham mais assim!

2 comentários

Comentar post