Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Ter | 27.08.13

Combustível para treino funcional

José Guimarães
Na semana passada publiquei aqui um artigo sobre treino funcional, o qual falava de alguns benefícios desta atividade física, dicas, tipos de treino que se podem praticar, etc. Agora gostava de introduzir um outro tema paralelo a este e transversal a muitos outros, sobre o qual costumo aqui falar inúmeras vezes. Ora todos sabemos que para treinamos corretamente há - antes de mais - uma coisa essencial a não esquecer e que também aqui costumo abordar muitíssimas vezes: a nutrição, o combustível para o corpo aguentar muitas vezes a carga de treinos a que o submetemos que, neste caso, será o treino funcional.

As exigências dos desportos de força funcional

Se o vosso desporto favorito anda ali algures entre a força e a resistência, podem dar convosco a pensar na melhor forma de gerar energia para manter um nível de performance ideal. Atividades como o futebol, basquetebol, dança ou corrida (principalmente a corrida fora de estrada) requerem o uso de força funcional. Estes desportos têm exigências únicas ao nível físico, tais como momentos de potência explosiva e uma necessidade de recuperação rápida, por forma a estarmos sempre disponíveis para fazer tudo novamente, vezes sem conta. O treino de força funcional incorpora uma combinação de treino de resistência com treino cardio de alta intensidade, por forma a desenvolver músculos capazes de lidar tanto com momentos curtos de força, bem como com momentos de resistência. Os desportos de força funcional vão buscar ao treino de cardio a capacidade de conseguirmos lidar com níveis de batimentos cardíacos elevados durante os tais momentos de força e também a capacidade de baixar esses batimentos cardíacos de forma muito rápida, permitindo uma recuperação eficaz.

Combustível para força funcional

Aquilo que escolhemos para alimento pré-treino e durante o treino deverá ser capaz de suportar as exigências do mesmo e ajudar à performance e não adicionar elementos de stress, capaz de nos distrair do treino, como dores de estômago, vómitos, etc. É importante optar por carbohidratos simples e de digestão fácil para fonte principal de energia. A hidratação desempenha, por sua vez, um papel fundamental nos desportos de força funcional. Estar corretamente hidratado ajuda a baixar rapidamente os batimentos cardíacos, mantendo um fluxo sanguíneo ideal, enquanto se dá a entrega dos nutrientes aos órgãos vitais e aos músculos. Repor os eletrólitos e os sais minerais perdidos na transpiração durante a atividade física vai dar suporte às fibras musculares mais rápidas, isto é, os tipos de músculos mais capacitados para gerar os tais momentos curtos mas muito intensos de velocidade e de força. Prometo voltar em breve a este assunto de forma mais detalhada, mas se entretanto alguém tiver alguma questão que queira colocar, por favor faça-o! Prometo responder a todas as dúvidas, dentro do leque de possibilidades, sejam elas a minha experiência no assunto ou alguém entendido na matéria que queira deixar também algum comentário.