Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Qua | 13.11.13

Com que frequência devemos trocar de sapatos de corrida?

José Guimarães
Infelizmente não há uma resposta universal para esta questão, já são muitas as variáveis que podem interferir na vida útil de um sapato de corrida: a construção da sapatilha, a sua forma física, o tipo de passada que temos, o tipo de solo em que corremos mais frequentemente e até mesmo o clima do sítio onde moramos. Dito isto, pode-se dizer com alguma razão factual que uns sapatos de corrida podem durar entre 400 a 800 quilómetros, medida que por si só já representa uma diferença significativa. Os sapatos mais minimalistas deverão durar somente um máximo de 600 quilómetros, já que regra geral têm menos material na sua composição e, consequentemente, menor durabilidade. No entanto, quando e como é que sabemos que os nossos sapatos de corrida precisam de ser trocados? A forma mais simples é procurar sinais óbvios de desgaste e, mais importante que tudo, prestar atenção aos sinais que o nosso corpo nos transmite.

A sola

Comecem por considerar o exterior da sola dos ténis, ou seja, a parte de borracha que fica em contacto com o solo. Com o passar do tempo, o rasto da sola começa a ficar gasto e a desaparecer, tal como os pneus num carro a ficar carecas. Nesta altura poderemos começar a verificar alguma falta de aderência quando em contacto com o solo. Este é o sinal mais óbvio, mas o exterior da sola dos nossos ténis só nos contam uma parte da história.

A "meia sola"

O que é mais difícil de constatar é o que vai acontecendo no interior da sola quando corremos, na meia sola, local de morada do amortecimento e do suporte. Sempre que o nosso pé entra em contacto com o solo, provoca a compressão da meia sola. Esta responde, absorvendo o impacto e devolvendo a energia de volta para nós, no momento em que iniciamos a próxima passada. Este processo é repetido milhares de vezes durante uma só corrida. Como facilmente podem imaginar, a meia sola começa a acusar fadiga com o passar dos quilómetros de uma simples corrida, necessitando de algum tempo de repouso entre corridas, para que consiga voltar à sua forma original. No entanto, depois de algumas centenas de quilómetros, a meia sola está tão "calcada" que já não consegue retornar ao estado original. Isto ninguém consegue ver, mas de certeza que qualquer um de vós consegue sentir o sapato mais achatado ou duro no contacto com o solo. Nesta altura, o sapato já não terá o retorno que teve outrora. Nesta altura, podem mesmo começar a sentir pequenas dores em algumas partes do corpo. Não estarão propriamente lesionados, mas o vosso corpo está a comunicar convosco e está a dizer-vos que os sapatos precisam de ser trocados. É nesta altura que lhe devemos dar ouvidos.

Ainda não? Façam o teste...

Ainda não estão convencidos que precisam mesmo de trocar de sapatos? Dirijam-se a uma loja que venda sapatos de corrida e experimentem um par de sapatos novos, iguais aos vossos ou o mais parecido possível com eles. Sintam a diferença? Na maior parte dos casos essa diferença vai ser bem notória. Além do conforto, vão também sentir-se mais altos nos ténis novos, isto se a meia sola dos vossos já estiver gasta, ao ponto de não conseguir regressar ao formato original. Lembrem-se, não se deixem guiar só pelo estado da sola exterior para decidir se está na hora de trocar ou não os sapatos de corrida. Por exemplo, se correm maioritariamente numa passadeira ou numa estrada com piso macio, a sola exterior pode conseguir-se manter num aparente bom estado durante muito tempo, mas os danos internos continuam a existir. Anotem num diário ou no vosso software de corrida quais os treinos que fazem com um e outro par de sapatos, para conseguirem ter uma noção o mais exata possível dos quilómetros que já correram com cada um deles. No decorrer de um plano de treinos frequente, com a duração de 12 a 16 semanas, podem facilmente prever ter 2 ou 3 pares de sapatos para usar. Quando se estiverem a aproximar do fim da vida útil dos vossos sapatos de corrida é sempre uma boa ideia começarem a usar um par de sapatos novo, por forma a fazer uma transição gradual e poderem "partir" os novos enquanto deixam de usar os mais velhos. O vosso corpo vai agradecer-vos a atenção. Fonte: Competitor Running