Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Dom | 25.03.12

A meia maratona de Lisboa... de 2011

José Guimarães
Sim, o título está correcto! Fiz questão de escrever sobre a Meia Maratona de Lisboa de 2011 (a 21ª edição) e não sobre esta de 2012. Porquê? Porque, em primeiro lugar, não fui correr esta "meia" de 2012, mas principalmente porque recordo (e partilho) aqui perante todos vocês que hoje fez precisamente 1 ano que (depois de um dia ter decidido calçar um par de ténis velhos e experimentar começar a correr para nunca mais parar) corri uma prova oficial pela primeira vez: a Mini-Maratona Vodafone, com o dorsal 19808. A piada em olhar hoje para trás, para precisamente há 1 ano atrás, está em lembrar-me como a "ida-e-volta" da praia de Carcavelos era um autêntico desafio, a forma como a transpiração debaixo do calor me fazia uma certa "urticária" por todo o corpo... e como naquela travessia da ponte corremos 8 km sem pensar em que tempo faríamos, com que técnica iríamos correr, qual a gestão do esforço mais adequada para a prova... não, nada disto! Simplesmente desfrutámos! E ainda hoje recordo muitas vezes as emoções que senti ao estar lado a lado com os atletas que iam correr a meia-maratona e estavam stressadíssimos (principalmente por causa da dificuldade que era em conseguir chegar à praça das portagens a tempo da partida) e pensar no que eles sentiriam por irem correr 21 km (!!!)... como seria? E a emoção que foi descer o viaduto da ponte até Alcântara a uma velocidade verdadeiramente estonteante (hehehe!!!), fazendo gincana entre os caminhantes, os mascarados e os carrinhos de supermercado "tunning" disfarçados de discoteca ambulante... sim, que esta corrida tem de tudo, como bem sabemos :) E que loucura que foi quase entrar enganados pelo corredor da meia-maratona a dentro (mas acabámos por sair)... E que esforço que foi, correr aquela Av. da Índia toda até à meta, a lutar contra o calor, a falta de fôlego e de força nas pernas... e a dor de burro que ora vinha, ora ia, ora voltava!!! Mas chegámos ao fim! finisher-mini-maratona-vodafone-2011 Quereria dizer isto alguma coisa? Quereria dizer alguma coisa a vontade de ter ficado enganado no corredor da meia-maratona e ter experimentado aquela distância logo ali? A vontade foi tanta que depois desta experiência meti uma coisa na cabeça e só a larguei quando, finalmente, fui capaz de a concretizar, 7 meses depois. E depois disso voltei a traçar outros objectivos e a concretizá-los! E sinceramente não sei quando é que isto vai parar, se é que algum dia vai parar. Não sei. Mas tenho a certeza que até isso acontecer um dia (espero que esse dia esteja muito distante), independentemente do tempo que farei nas próximas provas, da técnica utilizada ou da gestão do esforço que for utilizar, independentemente de tudo o mais, não irei deixar nunca de desfrutar o que de melhor este desporto tem para me oferecer, tanto ao corpo, como ao espírito. A mim, em pleno! A todos vós que conheci que correm e que ainda não conheci, quer corram muito ou pouco, desfrutem sempre! Espero encontrar-vos muitas vezes por essas provas fora.

3 comentários

Comentar post