Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

10.Mai.13

2,5 km sem parar!

Quem me segue regularmente e apanhar este título será capaz de pensar muitas coisas, inclusive que talvez eu quisesse escrever 250 km, mas enganei-me e em vez disso escrevi 2,5 km. Na realidade coloquei a vírgula para não suscitar dúvidas, mas em todo o caso achei que devia explicar. Hoje fiz 2,5 km sem parar. Mas não foi a correr, foi a nadar. E senti-me tão realizado como da primeira vez que fiz 10 km a correr. Sim, lembro-me como se tivesse acontecido ontem.

Os meus primeiros 10 km

Já foi há algum tempo, mas ainda me lembro como se tivesse sido ontem. Correr 10 km seguidos deve ter sido uma das maiores realizações pessoais que fiz na corrida, talvez só superada pela minha primeira maratona. Estava a treinar no Passeio Marítimo de Oeiras com a Ana Sofia Caetano, uma companhia ocasional de algumas manhãs a correr à beira mar. Na altura ora corria 5 km, ora 6 ou 7 km, ora a tempo... tudo gerido pelo plano de treinos do RunKeeper, comprado com a finalidade de treinar religiosamente para a Maratona de Munique. Um dia íamos os dois na conversa, quando ouço um apito inédito vindo do telemóvel. Ainda me lembro, estávamos a chegar à praia da Torre, a caminho da praia de Carcavelos, na zona conhecida por "rabo da baleia" (abram o link do Passeio Marítimo, pois creio que a primeira foto é desse local), quando ouvi o tal apito. Quando olhei para o telemóvel e vi a tal marca "10 km" não quis acreditar! Não só a tinha ultrapassado, como ainda tinha de chegar ao carro, estacionado na zona do Inatel. Contas feitas, no final concluí um dos meus primeiros treinos grandes à séria! Foram 12 km. Senti-me nas nuvens!

Os meus primeiros 2,5 km

Comparativamente com isto, nadar 2,5 km é (para mim) muito mais difícil do que correr seja que distância for. Correção: era muito mais difícil. Agora passou a ser só mais difícil. Acontece que os treinos que tenho feito desde há algum tempo para cá me têm ajudado a evoluir bastante em todas as disciplinas. Concretamente no que diz respeito à corrida, apesar dos problemas recentes que têm surgido, correr tornou-se bastante mais fácil do que antes, tudo graças ao treino que tenho feito em ginásio com esse objetivo. Já na natação, nunca me passaria pela cabeça sentir-me à vontade cobrir uma distância grande. Ou pelo menos maior que os 1.000 m da praxe, que já fazia de vez em quando. Mentira! Já havia feito 2.500 m antes, mas nunca de seguida. E olhem que há muita diferença! Até porque estou a falar de nadar na piscina, onde não temos a flutuabilidade do fato isotérmico nem da água salgada do mar. Neste meio do desporto conheço algumas pessoas que nadam e outras ainda que nadam muito. Fico abismado quando vejo alguns dos seus treinos de 3 km ou mais. Obviamente, tal como um puto que olha para um super herói, também anseio um dia conseguir fazê-los. Porque aspiro outros vôos, outros desafios. Aqui há uns dias alguém colocou no meu perfil do Facebook que "José" é nome de quem não gosta de ficar parado. Ora nem mais! E como tal, para já fico satisfeito com este marco dos 2,5 km a nadar sem parar. Talvez em breve escreva um post com o título "3 km a nadar sem parar". Mas também anseio por outras metas intermédias para o final do mês de Maio. Seja o que for, que seja feito sempre com um sorriso no rosto, hoje com um gostinho especial. Veio para durar!