3 dicas para nunca deixarem de treinar

healthy-person-woman-sport_desedentarioamaratonista

O motivo mais frequente para as pessoas não praticarem algum tipo de atividade física é a falta de tempo. Na verdade, acredito que à falta de tempo, se some a falta de paciência para, depois de um dia de trabalho, ainda ter que ir transpirar, enquanto se stressa com as coisas que ainda se tem que fazer em casa, como o jantar para os filhos, arrumar as coisas que ficaram dessarrumadas de manhã, etc… Ou então, torna-se difícil sair de casa mais cedo para treinar, antes de ir trabalhar, quando os conselhos dizem que devemos dormir bem e, pelo menos, 8 horas por dia, mas ontem deitámo-nos tão tarde!!! Então o que fazemos?

O princípio que tento sempre seguir é que praticar exercício físico deve ser um momento de prazer e não de stress. Assim, o melhor a fazer é organizar bem a agenda, para se conseguir encaixar tudo da melhor forma e não andar a correr de um lado para o outro, só porque sim.

Aqui ficam 3 dicas importantes para organizarem os vossos treinos da melhor forma, nunca deixarem de praticar exercício físico e fazer com que este seja parte natural do vosso dia a dia:

Frequência e duração dos treinos

A falta de tempo é, para mim, uma desculpa falsa. Normalmente esconde a falta de paciência. Eu sei! Eu também passo por isso…

Qualquer um de nós pode perfeitamente despender de apenas 30 minutos por dia, 2 ou 3 dias por semana, para treinar. Isto é o mínimo exigido para garantir algum nível de atividade física e se manterem acima do que as “guidelines” consideram para o sedentarismo. Muitos estudos consideram até que treinos curtos e intensos são mais eficazes do que treinos muito longos e de baixa intensidade, principalmente no que diz respeito a programas para perder peso.

Assim, se são daqueles que dizem que não têm tempo para treinar, comecem com treinos de apenas 30 minutos, 2 ou 3 vezes por semana (tentem as 3 vezes). Combinem um treino de força, com treino cardiovascular, ou experimentem o HIIT (High Intensity Interval Training) que, pelas adaptações metabólicas que provoca no nosso corpo, é o mais eficaz para perder gordura corporal, tonificar e até aliviar o stress, depois de um dia de trabalho.

Treinar de manhã, à hora do almoço ou ao final do dia? A minha sugestão é que, se não têm esta experiência, tentem treinar logo de manhã cedo, antes de irem trabalhar. Vão notar que, pelo facto de terem começado o dia com exercício físico, o dia de trabalho começa a fluir com muito mais naturalidade e espontaneidade, dispensando mesmo aquele café matinal para “abrir a pestana”. Com o tempo, podem reajustar o horário dos treinos, tendo em conta a vossa disponibilidade física (e mental) para tal.

Tipo de treino

Como os treinos curtos e intensos têm que ser bem elaborados, confiem este trabalho a um profissional. O objetivo deste tipo de treinos é ir ao encontro da lógica de trabalho, tendo em conta os grupos musculares envolvidos, o volume, a intensidade, bem como o número de séries e repetições a fazer, tudo para ir ao encontro dos objetivos pretendidos. Só um personal trainer conseguirá não só prescrever adequadamente o treino, tendo em conta os seus objetivos, como acompanhar a sua evolução e fazer as adaptações necessárias ao longo do tempo.

Se não podem frequentar um ginásio, optem por praticar exercício ao ar livre, começando assim que saem para a rua. Além da corrida ou caminhada, tentem fazer exercícios com o peso do corpo, como agachamentos, subir e descer um banco ou umas escadas, flexões, pranchas, abdominais, etc. Mais uma vez, se não sabem o que fazer, procurem ajuda de um personal trainer, já que, além de trabalharem mais facilmente rumo aos vossos objetivos, também permitirá evitar lesões e garantir a vossa segurança.

Comecem logo à 2ª feira

Se procurarem começar a semana a treinar, vão começar também a definir um padrão e uma estrutura de atividade física positiva. O vosso corpo e mente vão começar a habituar-se a este tipo de consistência, provocando adaptações com resultados cada vez mais visíveis. Manter esse padrão vai fazer com que mantenham um determinado nível de consistência na prática de exercício físico e este é um dos principais segredos para a obtenção de resultados.

Começar a semana a treinar vai permitir também que mantenham o nível baixo de stress do fim de semana, fazendo com que os níveis de energia aumentem e a predisposição para enfrentar o dia a dia dispare. Mantenham um nível elevado de concentração durante o treino, sentindo e visualizando cada movimento e aperfeiçoando cada vez mais a técnica de execução dos exercícios.

Numa atualidade em que a obesidade é considerada um flagelo mundial, praticar exercício físico regularmente (idealmente 30 minutos, 3 vezes por semana) é um fator determinante para termos um estilo de vida saudável. Não arranjem desculpas e comecem a trabalhar para ter qualidade de vida! A mudança começa dentro de nós.

Share

Depois de longos anos sem praticar desporto, redescobri esta minha paixão pelo exercício físico em 2011 através da corrida. Na altura, quando treinava para conquistar a minha primeira maratona, criei o blog De Sedentário a Maratonista, para partilhar os meus progressos e dificuldades. Depois dessa meta atingida, descobri no trail running e nas ultra-maratonas uma paixão que nunca mais deixei e que ainda hoje me faz sonhar com novas e mais ousadas aventuras. Duas vezes "finisher" do UTMB - Ultra Trail du Mont Branc e com um Ironman na mira, esta é a minha forma de fazer chegar a mais pessoas o prazer que tenho por uma vida ativa e mais saudável, e de as motivar a, também elas, perseguirem os seus sonhos. Porque a motivação também se treina!

Seguir

Receba cada um dos artigos deste site no seu email, sempre que forem publicados.

Junte-se aos outros seguidores: