Correr pode fazer bem aos joelhos!

joelho_corredor_desedentarioamaratonista

Às vezes passo temporadas sem escrever. O que é mau, já que isto é um blog e, como tal, é necessário manter o conteúdo ativo. Ativo sim, mas também interessante. E há alturas em que, ou não me vem nenhuma ideia à cabeça, ou simplesmente não se passa nada que me chame à atenção. Não foi o que aconteceu ontem, com este artigo do The New York Times, que diz que correr faz bem aos joelhos. Uma afirmação no mínimo polémica. E será que verdadeira? Vamos ver.

Muitas pessoas preocupam-se com a ideia geral que a corrida prejudica os joelhos. No entanto, um novo estudo revela que esta atividade pode até trazer algum benefício às articulações, ao alterar o ambiente biomecânico dentro do joelho, ajudando-o a funcionar de forma suave.

Durante praticamente todo este tempo que me tenho dedicado às corridas, quase todos os corredores que conheço dizem que correr faz mal aos joelhos, pior ainda correr grandes distâncias. O argumento geral segue a linha de pensamento que o impacto gerado pela corrida vai degradando aos poucos a cartilagem daquela articulação, causante até artrite.

Mas acontece que há pouca evidência que suporte esta ideia. E um grupo recente de investigadores sugerem mesmo o oposto. Estudos epidemiológicos feitos em pessoas que correm há já muito tempo têm mostrado que estes corredores têm menos probabilidade de desenvolver osteoartrite nos joelhos, do que as pessoas da mesma idade que não correm.

Alguns cientistas especulam que a corrida pode ter inclusive um impacto direto nas articulações dos joelhos, talvez por alterar o trabalho dos vários grupos celulares dentro do joelho.

Para descobrir se era verdade, um grupo de pesquisadores recrutou 15 corredores, homens e mulheres, com menos de 30 anos e sem historial de lesões ou artrite, com joelhos perfeitamente saudáveis. Os voluntários retiraram amostras de sangue e de líquido sinovial (o líquido que reduz a fricção nas articulações) do joelho direito. Depois, num laboratório de biomecânica, foram submetidos ou a 30 minutos de passadeira, num ritmo ao seu gosto, ou aos mesmos 30 minutos sentados.

Cada voluntário realizou esta operação várias vezes, durante vários dias, enquanto os investigadores procuravam por uma variedade de substâncias, no sangue e no líquido sinovial, que estivessem associadas com processos inflamatórios.

Em quase todos os casos, os joelhos dos corredores mostraram níveis particularmente baixos dos tipos de células que podem contribuir para uma inflamação, enquanto que os joelhos dos que ficaram sentados, aumentaram o nível de uma das moléculas inflamatórias.

Estas descobertas sugerem que uma sessão simples de meia hora de corrida altera o interior dos joelhos, reduzindo os níveis de inflamação e dos marcadores de artrite. Mas mostraram ainda que estar sentado também altera o interior do joelho. De facto, estar sentado tornou o joelho mais vulnerável a algum tipo de doença tardia, isto do ponto de vista biomecânico.

Mesmo tendo sido um estudo feito em pequena escala e num curto espaço de tempo, estas descobertas sugerem que quantidades moderadas de corrida não são prejudiciais a uns joelhos saudáveis e, muito provavelmente, até lhes oferecem algum tipo de proteção contra danos nas articulações.

 

Fonte: The New York Times

Share

Depois de longos anos sem praticar desporto, redescobri esta minha paixão pelo exercício físico em 2011 através da corrida. Na altura, quando treinava para conquistar a minha primeira maratona, criei o blog De Sedentário a Maratonista, para partilhar os meus progressos e dificuldades. Depois dessa meta atingida, descobri no trail running e nas ultra-maratonas uma paixão que nunca mais deixei e que ainda hoje me faz sonhar com novas e mais ousadas aventuras. Duas vezes "finisher" do UTMB - Ultra Trail du Mont Branc e com um Ironman na mira, esta é a minha forma de fazer chegar a mais pessoas o prazer que tenho por uma vida ativa e mais saudável, e de as motivar a, também elas, perseguirem os seus sonhos. Porque a motivação também se treina!

Recommended Posts

Comentários

  1. […] Fonte: De Sedentário a Maratonista […]

Seguir

Receba cada um dos artigos deste site no seu email, sempre que forem publicados.

Junte-se aos outros seguidores: