Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

19.Mar.15

10 indicadores de excesso de treino

Costumo dizer muitas vezes que nem sempre treinar muito é treinar bem. Muitas vezes treinamos tanto para alcançar um objetivo que, muito provavelmente, até estamos a comprometer esse objetivo. Mas como saber se estamos a entrar numa situação de excesso de treino? Aqui ficam 10 sinais (sem nenhuma ordem em particular) que podem ser indicadores de estarem a puxar demasiado os limites do vosso corpo:

Dores nas articulações

Sentir pequenas dores são parte natural do processo de treino. No entanto, essas mesmas dores são a forma que o corpo tem de nos dizer para abrandarmos um pouco o ritmo. A dor existe para nos dar essa mesma indicação e nos permitir recuperar. Se continuamos a puxar pelo corpo, essas pequenas dores vão muito provavelmente dar origem a lesões, levando-nos a ter mesmo de abandonar o processo de treino durante mais tempo do que o que gostaríamos. Das duas uma: ou prevemos algum tempo de descanso, ou mais cedo ou mais tarde o nosso corpo vai-se encarregar de o fazer. Vejam o artigo relacionado O lado bom das dores

Falta de motivação

Começaram tão entusiasmados que mal puderam esperar pela próxima sessão de treinos. Mas atualmente acordam e... parece que pegar em pesos não é tão entusiasmante como era há uns tempos atrás. Se fazer uma sesta se está a tornar cada vez mais apelativo do que ir treinar, provavelmente até estão a treinar demais.

Vão tantas vezes ao ginásio que as pessoas já perguntam se trabalham lá

Nem sempre mais é melhor e, normalmente, sessões de treino mais longas que 1 hora são contraproducentes. Vão para o ginásio, dêem o vosso melhor, mas depois vão para outro lado.

Performance diminuída

Não estão a corresponder aos números que esperavam? Estão na fase em que 80% da capacidade se parece mais com 90%? Provavelmente estão a treinar demais.

Problemas de sono

Têm problemas em dormir bem nos últimos tempos? Acordam várias vezes durante a noite e ficam acordados por algum tempo? O descanso é das coisas mais importantes para uma boa performance. Se o sono está a sair afetado, provavelmente estão a treinar demais.

Sistema imunitário com falhas

Ficam muitas vezes constipados ou com sintomas de gripe? Provavelmente estão a treinar demais.

Faltar à vida para treinar

Começa o bom tempo para umas passeatas com a família, mas ainda têm que correr 1 hora, portanto o mais provável é dizerem que não têm tempo. A sério... qual é o sentido de deixar a vida passar ao lado se não temos planos para usufruir dela em pleno? A corrida pode ficar para outra hora. Sou apologista de nos focarmos e não ter grandes distrações que nos façam desviar dos nossos objetivos. Se são atletas profissionais, até compreendo. Mas se estão a treinar para ficar em forma ou para participar nesta ou naquela corridas, não se esqueçam também de viver. O vosso corpo até vai apreciar o dia para recuperar... porque se estão a ler isto, provavelmente é porque estão a treinar demais.

Batimentos cardíacos em descanso alterados

Assim que acordarem, meçam o vosso ritmo cardíaco. Este é o vosso ritmo cardíaco em descanso. Façam isto durante algumas semanas e vão notar uma tendência. Vão ser mais ou menos os mesmos batimentos por minuto, talvez alguns poucos a mais ou a menos... a não ser que estejam a treinar demais. Se subitamente numa manhã o vosso ritmo cardíaco tiver mais 10 batimentos do que o normal, provavelmente estarão a treinar demais. Se está assim no dia seguinte, o melhor será mesmo tirarem 1 ou 2 dias de descanso.

Dores prolongadas nos músculos

A chave para um bom plano de treinos está na carga progressiva e na recuperação. Carga progressiva significa um aumento gradual no volume ou intensidade, que não ocorra muito rapidamente, para permitir ao corpo adaptar-se ao novo estímulo, recuperar e estar preparado para mais. Se nunca fizeram mais de 50 flexões numa sessão de treino e de repente decidem entrar num despique de 100 flexões com o vosso parceiro de treinos, provavelmente depois vão sofrer de excesso de treino. O mais provável é que passem os dias seguintes com muitas dores nos braços, dores essas que até podem ter tendência a aumentar, antes de sentirem melhorias. Estas dores, que duram vários dias, podem mesmo interromper um plano de treinos. Uma sessão de treinos duríssima não vos vai trazer qualquer benefício.

Depressão

Não se sentem vós próprios? Sentem-se meio perdidos, frustrados ou mesmo irritados? Talvez isso signifique que estão a treinar demais. Se se sentem com um ou mais destes sintomas, não entrem em desespero. Façam um dia de intervalo, descansem um pouco, não precisam de ir ao médico a correr. Experimentem não ir ao ginásio 1 ou 2 dias. Vão fazer alguma outra coisa que provavelmente já não fazem há muito tempo e prometo que se vão começar a sentir bem melhor. Talvez até seja bom parar um pouco, repensar no plano de treinos e avaliar que alterações devem ser feitas. Fonte: TrainHeroic