Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Seg | 27.06.16

10 escolhas que fazem como corredores e que vos vão ajudar para o resto da vida

José Guimarães
Podem pensar que as escolhas que têm feito enquanto corredores são importantes: escolher um grupo para correr, em que ginásio vão treinar, quais as melhores músicas para vos acompanhar nos treinos e quais os percursos que vão escolher. E claro, estas escolhas são muito significativas. Mas existem outras decisões que todos vocês (sem exceção) que correm aprendem a tomar e que vos vão ser muito úteis, mesmo que um dia deixem de correr. Estas são aquelas decisões que vos vão ajudar para o resto das vossas vidas. Aqui estão algumas das minhas favoritas: 1. A decisão de falhar. Correr também é decidir falhar, porque nenhum corredor consegue evoluir sem falhar alguma vez. Tomar essa decisão - de falhar - vai servir-vos quando chegar aquele momento de arriscar, seja pessoalmente ou profissionalmente, porque vocês vão perceber que falhar não é nada mais do que feedback precioso, enquanto que os outros corredores provavelmente vão ver o vosso falhanço como o fim do mundo. 2. A decisão de tentar novamente. Sempre que um corredor falha, seja abandonando uma corrida, ou até mesmo por causa de uma lesão, a decisão seguinte é a de recomeçar. A resiliência é uma das características chave das pessoas bem sucedidas e mais felizes. 3. A decisão de fazer algo difícil. Correr pode ser difícil. Tal como muitas outras coisas na vida que valem a pena. As pessoas que têm medo de fazer coisas difíceis estão a criar limites. Vocês que correm não têm medo de fazer coisas difíceis. 4. A decisão de continuar a fazer, mesmo que custe. A dor é, em algum momento, uma coisa inevitável. E quem corre sabe como lidar com ela. Os corredores aprendem a reconhecer a dor que é somente um desconforto e a dor que é um sinal de que algo está estragado. 5. A decisão de ouvir aquele conselho de alguém que sabe mais do que nós. Os treinadores são peritos e procurar a opinião de um perito, aprendendo com o que a sua experiência é uma capacidade pessoal a que muitas vezes se dá pouco valor. 6. A decisão de afinar as opiniões de quem não é um perito. Assim como há peritos, há muitas mais pessoas que, não sendo peritos, vão dar a sua opinião. Saber ouvir, saber afinar o que se ouve ou até ignorar é uma decisão importante. 7. A decisão de assumir um compromisso para com algo muito importante. Aprender a fazer escolhas que outros podem ver como sacrifícios é uma decisão que os grandes líderes tomam todos os dias. Vocês corredores sabem o que isto quer dizer. 8. A decisão de melhorar sempre. Não há uma solução milagrosa para correr. O truque é mesmo a melhoria contínua, através do esforço e treino constante. 9. A decisão de ultrapassar dúvidas e medos. Houve com certeza momentos que pensaram que não eram capazes de fazer alguma coisa. Houve outros que tiveram medo só de tentar. Mas mesmo assim vocês arriscaram. Essas decisões ensinaram-vos a escolher a melhor versão de vocês próprios. 10. A decisão de permitir aos outros julgarem-vos. Estar no meio de outros corredores e ter um número que traduza o vosso esforço, não é algo fácil. No entanto, quando tomam a decisão de poderem ser avaliados e comparados, libertam-se do medo das críticas e tornam-se capazes de ver isso como um feedback importante, cheio de sugestões para melhorar. Mary Lou Retton disse que “o destino não é uma questão de sorte, mas uma questão de escolhas; não é algo que podemos esperar, mas algo que podemos ir à procura." As decisões que vocês todos tomam enquanto corredores vão ser as bases para as vossas conquistas!